Meeting de Costura!

Nesse último domingo, 19/06, aconteceu o 3º meeting organizado por mim! Acho que to ficando OK nisso de organizar meeting. Eu seeempre surto e vou chorar pra Annah "VAI DAR TUDO ERRADO, NINGUÉM VAI IR BUAAAAA, VAI APARECER UM POVO ESTRANHO. HELP ME HOMIE", mas no fim deu tuudo certo!

O meeting foi DEMAIS e eu super estou planejando organizar mais um como esse! Só que em outro local e com alguns mini-workshops! Então se você tiver alguma ideia legal pra esse meeting, deixa aqui em baixo nos comentários!

Agradeço demais todo mundo que compareceu, mesmo que tenham ficado só um pouquinho! Foi muito divertido graças a vocês! 


Com um pouquinho de sorte conseguimos um espaço suuuper bom lá no fundo do CCSP! Pegamos 3 mesas grandes e cadeiras para todos! As mesas eram bem grandes, o que é ótimo para se abrir moldes gigantes da Otome no Sewing e das Bibles!

E como tinha revistas! As lindas da Aiko, Mayara, Lumi e Ana Clara levaram um MOONTE DE REVISTAS! Sério, tinha tanta coisa que precisamos botar tag em tudo, pra não se perder. 
A Aiko levou umas Bibles suuper antigas, lá do começo dos anos 2000! Foi demais olhar todos aqueles vestidos e anúncios super antigos e ver como a moda mudou em apenas 15 anos!

Chegou a hora então de todos escolherem quais revistas iam pegar primeiro! E a dificil tarefa de TIRAR OS MOLDES das revistas! Que aliás, descobrimos que eles são destacáveis! Então não era preciso cortar, como fizemos, ops, tarde demais. 


As meninas com mais experiencia em costura e leitura de moldes estavam super animadas para ajudar as novatas! Eu AMEI isso, foi lindo ver todo mundo se ajudando e não ficando com vergonha de dizer que não sabia fazer tal coisa. 

Esses moldes grandões podem parecer super confusos a principio, mas depois que você pega o jeito fica super fácil! Mas devo dizer que ficar copiando é tããão chato e doí as costas, hahaha. Mas é um pequeno sacrifício a ser feito, afinal imagina quantas peças lindas não iremos fazer com esses moldes novos? 

Infelizmente eu tava tão distraída que acabei nem tirando uma foto de todo mundo no meeting, antes de algumas pessoas irem embora! Maaaas, tem essa foto LINDA
Um dia sairei bonita nas fotos que as essoas tiram de mim, mas esse dia não será hoje.
Apenas apreciem esse VESTIDO DO DOGE. SO CUTE MUCH LOLITA WOW. Lumi estava maravilhosa e eu já posso morrer em paz depois de ver esse vestido ao vivo.
Foi muito bom também conhecer gente nova! Como a Aika (do meio) ela é uma linda, fofíssima e super legal!

Começou a escurecer e algumas pessoas já tinham ido embora, então decidimos encerrar o meeting as 17:30 e ir comer alguma coisa nas redondezas! O local escolhido foi o Sukiya ali pertinho do shopping Pátio Paulista!


Pedi o prato favorito do Vitor "Arroz com frango" (piada interna gente) e tava bem gostosinho! 


Ao lado do Sukiya havia uma sorveteria super oldschool chamada Alaska Sorvetes Finos. Sério, parecia ter saido direto dos anos 60, era como se tivéssemos entrado em um túnel do tempo. A decoração, os atendentes, tudo parecia do século passado! Mas os sorvetes HMMM, o sorvete era maravilhoso! Contemplem esse bananasplit GIGANTESCO. Foi maravilhoso! Um pouco caro, 42 reais o bananasplit, mas dividindo em 3 pessoas, compensa bastante e todos conseguiram comer MUITO. Eu super quero fazer um mini meeting nessa sorveteria e provar algumas das taças que eles oferecem! É super fácil de chegar e o local tem bastante mesas, além de ser super vazio.


Todo mundo acabado no fim da noite! MUITO OBRIGADA PESSOAL, foi um dia incrível!

Agora vamos ao oufit! Que, vai ser uma foto bem porca, tirada do snapchat, porque eu totalmente esqueci de tirar uma antes de sair de casa! 



 Amei conseguir fazer minhas 'bolinhas' de cabelo mesmo com ele curto! Preciso ajeitar essa franja e refazer o Himecut, mas em geral, foi um outfit bem fofinho! Esse vestido é o meu 'go-to' pra qualquer coisa, já que ele é simples, uma réplica, então nem me importo de sujar e tal. Ele é uma daquelas roupas "pra bater" na rua  sabe? hahahaha.

Bem, o meeting e o after foram super divertidos. Eu amo ter dias assim, com meus amigos, num clima descontraído e sem preocupações. Mas estou super ansiosa pra ir em um meeting grande novamente!


Bem, é isso, beijinhos!



Dia 17 – O que você quer mais do que qualquer coisa agora?


O que eu mais quero nesse momento pouco tem a ver com Lolita. Não é um vestido, um sapato ou uma bolsa nova. O que eu mais quero, é um pouco de paz. Paz de espirito, para que eu continue gostando das coisas que gosto e aproveite melhor a minha vida. 
Esse post não vai ser feliz, engraçado ou informativo. É apenas um grande desabafo e um relato do que tem acontecido comigo nos últimos meses. Muitas que leem são minhas amigas, e eu sei que vai ser doloroso ler o que escreverei aqui. Peço desculpas por isso, mas também peço sua compreensão nesse momento tão difícil. Você vai ler coisas pesadas, obscuras, que uma garota da minha idade não deveria estar pensando. 

eu sobre a vida

Tudo começou no primeiro dia de aula desse semestre. Eu ouvi algo que ficaria ecoando na minha cabeça por semanas, me destruindo por dentro. Estávamos tendo uma conversa sobre trabalho e estágios, e eu estava comentando o quão difícil era pra mim conseguir algum emprego que não fosse de garçonete ou atendente. A resposta que eu tive, foi de "Que eu não estava me esforçando o suficiente", oras eu já tinha lido sobre isso, sobre as pessoas falando essa frase, mas ouvi-la assim diretamente, foi como um soco na cara. Eu não me esforço o suficiente? Eu venho de uma família pobre, em que a maioria mal terminou o ensino médio, faculdade era só um sonho distante. Por pouco eu não segui o mesmo caminho dos meus pais, mas com muita sorte, eu consegui uma bolsa. Já perdi as contas de quantas entrevistas já fiz, quanto dinheiro já gastei indo de um lado a outro da cidade, comprando roupas sociais pra ficar minimamente apresentável. Muitas vezes desistia e pegava novamente o emprego de garçonete, afinal é a única coisa que eu sei fazer mesmo.

Minhas notas são altíssimas, meus trabalhos impecáveis. Os professores gostam de mim, sempre consigo vagas nos congressos e palestras, mas aprendi que nada disso importa. Já que eu não me esforço o suficiente, é por isso que eu não tenho um trabalho, é tudo uma questão de esforço mesmo. 
E então eu parei de ir em algumas aulas, porque eu me sentia um lixo, e percebi que não importa o quanto eu estude, não vai me servir pra absolutamente nada. É só um pedaço de papel. 
Aquelas palavras me magoaram tanto, que eu decidi sair do grupo de trabalho que eu estava, isso acabou se tornando um grande erro, já que eu fui para um grupo onde não conhecia ninguém e aos poucos fui deixando de ir nessa aula, não entreguei trabalhos, não fiz a prova. Eu tentava, tentava de verdade ir pra faculdade, mas ao chegar na porta de casa desabava em lágrimas. Quantas vezes eu não vomitei de tão enjoada que ficava? Então eu decidi: não vou fazer a aula X, ela está me tando trabalho, então eu vou desistir dela.

Só que as preocupações de uma pularam para outras e mais uma vez eu vomitava e chorava só de pensar em assistir aula. Tinha dias que chegava na faculdade e ia direto para o banheiro vomitar. Comecei a me dopar de calmantes (fitoterápicos), ficava tonta e com muito sono, mas só assim conseguia comparecer as aulas. 

Em uma semana muito ruim, decidi que ia me matar. Pesquisei diversos métodos de suicídio: eu só precisava me jogar da janela, ou ainda tomar muitos remédios e álcool junto. Tudo estava certo. Porém, justo naquele dia, meu namorado estava em casa. Se ele não estivesse ali, eu definitivamente teria me matado. Eu estava tão mal, meu cabelo caia muito muito mesmo e eu tinha essa coceira intensa no meu corpo, que fazia eu me coçar até ficar vermelho. Eu não parava de chorar e começava a ficar sem ar por isso, era torturante. Mas eu estava decidida e ninguém poderia me parar. Meu namorado estava muito desesperado, nada, absolutamente nada do que ele dizia iria fazer alguma diferença pra mim. Então eu sai do meu quarto e ele me seguiu, e eu estava determinada a ir até o terraço e pular. Acho que ele percebeu isso, porque enquanto estávamos no corredor, ele olhou bem pra mim, disse "desculpa" e me deu um soco no estômago. Cai no chão de tanta dor, mas isso acabou me fazendo pensar melhor na situação, foi como um choque. O que eu ia fazer era idiota, mas eu estava tão desesperada. Na verdade eu prometi pra mim mesma que eu jamais iria contar o que ele fez, porque eu não acho certo esse tipo de resposta. Mas ele estava tão desesperado, eu nunca vou esquecer o rosto dele naquela hora. Eu continuo não achando certo o que ele fez, mas sinceramente, se ele não tivesse feito aquilo, eu definitivamente teria me matado. A dor passou rápido e eu não fiquei machucada nem nada, foi mais o choque daquilo tudo que me assustou. 

Depois desse dia eu decidi que precisava procurar ajuda e rápido. Tentamos muitos lugares, foi muito estressante, principalmente porque eu precisava contar a mesma história de novo e de novo. Alguns profissionais ficavam chocados com o que eu passei, e alguns estavam mais preocupados se eu poderia ou não pagar as consultas. Tentaram me jogar para um psiquiatra caríssimo, que eu felizmente consegui recusar. Depois de semanas ligando, chorando e vivendo a base de calmantes, eu finalmente consegui. Tanto a terapeuta, quanto a psiquiatra, em um valor que eu pudesse pagar. 
Me ajudou muito enquanto estava nas aulas, mas agora, que minhas provas acabaram eu fico me perguntando se ainda vai me ajudar. Eu não acordo mais chorando, então isso é um bom sinal, certo? 
Mas ainda tenho tantas dificuldades, cada vez mais eu estou ficando confusa e distraída, com coisas simples. Eu leio e esqueço, pego produtos errados, ou acabo me perdendo na rua, ainda que tenha feito esse caminho por anos. 


Eu apenas sei que ainda estou muito mal, estou recolhendo cada pedacinho meu que foi triturado pela vida e tentando me manter inteira. Eu não sinto mais vontade de fazer nada, eu não quero sair, comer, conversar. Nada disso. Tudo que antes me dava muita alegria e prazer, agora parece ter se tornado um aborrecimento. Eu preciso me esforçar muito para fazer coisas simples do cotidiano, como dormir, acordar e comer. Quase tudo o que como me faz passar mal e eu tenho sentido cada vez menos fome. Não é raro ficar 20, 30 horas sem uma refeição. Eu não sinto a mínima vontade de comer e olhar para a comida me dá nojo. 
Tenho ido dormir as 5 da manhã e acordado as 14:30 da tarde, mas é como se não tivesse tido nem 5 minutos de sono. Passo os dias cansada e com dores por todo o corpo, me sinto fraca, cambaleante, fico tonta e quase caio diversas vezes ao dia. 


Muitas vezes eu quero desistir e apenas esperar pela morte enquanto fico deitada na minha cama, mas eu estou tentando, de verdade. Eu quero melhorar, mas é tão difícil. Aos poucos tento fazer as coisas que preciso, como comer ao menos uma vez ao dia, tomar banho, sair um pouco do quarto. Oras, ontem eu até fui sozinha na padaria, me senti extremamente orgulhosa por isso.

E eu agradeço a todos que tem me ajudado, aos meus colegas, meus amigos e pessoas mais próximas. Eu sei o quão difícil é para vocês me verem nesse estado, e olha que eu só mostro 1% da minha dor para vocês. Mas ainda assim agradeço e muito por todas as palavras de apoio, pelas risadas, por me abraçarem quando eu choro, tudo isso é tão importante pra mim. E vocês sabem, que eu só posso contar com vocês, eu não tenho uma família pra me apoiar, então vocês são minha família.

Pra ver outros dias do Desafio 30 dias Lolita clique Aqui

Snap: Amyojo | Página do Blog | Instagram: Amyojo

AF&LBN - LoliDay

Olá! Entrei para o Alternative Fashion & Lifestyle Network Blogs e o tema desse mês é: Lolita Day! Então como fui em um meeting justamente nesse dia, vou falar sobre ele! 

O Lolita Day acontece duas vezes no ano: no primeiro sábado de Junho e no primeiro sábado de Dezembro. É um dia pra você usar um outfit que você goste, sair pra passear, ir a um meeting, ou simplesmente ficar em casa e reassistir Kamikaze Girls pela milionésima vez. Eu gosto de pensar que o Loliday é uma data pra me lembrar do porque eu uso e gosto dessa moda. Por isso, eu tento sempre comemorar, mesmo que de maneira bem simples. 

Felizmente, nesse ano eu pude ir a um pequeno meeting! Comemorar com outras Lolitas tornou esse dia muito mais divertido pra mim. 

só eu de sweet diferentona
Aline organizou tudinho e o local escolhido foi o Chez Moná! Foram poucas pessoas, mas ainda assim foi bem legal! Pude conhecer as amigas da Aline: Jéssica e Juuh, que são umas fofas e estavam com outfits lindos! 

Nunca mais!!
Eu passei muito mal na noite anterior, então decidi não comer nada lá. Comer e passar mal já tem se tornado uma rotina pra mim, então eu só como quando tenho certeza de que a comida vai me fazer bem.
Estava com vontade de tomar chá gelado e pedi um, grande erro meu. O chá é horrível, absurdamente amargo, tive de colocar vários sachês de açúcar pra ver se melhorava.
Como eu não comi, não sei dizer ao certo, mas as meninas reclamaram bastante do atendimento. Que parecia que a equipe não queria servir a gente. Eu entendo ter problemas com isso quando estamos em um grupo grande e com a casa lotada, mas eramos 6 pessoas e o restaurante estava praticamente vazio. 
Isso me faz querer não voltar mais lá, porque sinto como se não fossemos bem vindas. Uma pena, porque o lugar é lindo e confortável. 

As fotos ficavam escuras do nada, começamos a brincar que a sala estava assombrada!
Quando cheguei no local, apesar de ser um dia de clima agradável, a sala estava super quente e não ligaram o ar condicionado, mesmo tendo sido pedido. Felizmente começou a chover no meio da tarde e com isso a sala ficou mais fria. 


Mas apesar desses pequenos contratempos foi um dia ótimo! Eu pude ver a Annah, que estava super maravilhosa e mais tarde a Ana Carolina chegou! 

Melhor foto do dia! hahahah Adoro fazer poses bobas
Quando deu umas 17 horas, o local fechou, mas ainda estavamos animadas então decidimos dar uma passada no La Bombe, que fica super perto do Chez Moná. Aliás, preciso agradecer a Audrey por mostrar esse lugar! Eu to viciada nos docinhos e todo mundo que foi simplesmente amou tudo! 

Quando chegamos estava meio cheio, todos os lugares lá dentro já estavam ocupados, então ficamos em uma dessas mesinhas do lado de fora. Não foi nenhum problema, afinal o clima estava bom, não estava chovendo e coube todo mundo em duas mesas. 

Como fiquei decepcionada com a de brigadeiro da outra vez, pedi uma bomba de doce de leite argentino. Era super doce, mas maravilhosa! Depois ainda pedi uma de brigadeiro de leite ninho, que até agora é minha favorita. Um dia ainda provo todos os sabores de bomba de lá! 
Muito muito obrigada a todas!! Foi um dia ótimo e espero que o próximo Loliday seja mais divertido ainda! 


Dia 16 – Seu outfit do dia

Post mega curto e rápido, só pra eu não perder a oportunidade de concluir mais um dia do Desafio 30 dias de lolita!

Primeiramente, FELIZ LOLIDAY! E vai sim ter post falando do Loliday e como eu passei o meu, com direito a muitas fotinhas bobas e engraçadas! 

Mas vamos então ao desafio? Esse foi o outfit que eu usei hoje, em um mini-mini meeting de amigas pra comemorar essa data tão especial pra gente! 

A cara de quem acabou de chegar em casa,
queria tirar tudo, mas lembrou que tinha post pra fazer. 
Blusa: Le Carrousel
JSK e Bow: Baby, the stars shine bright
Meias: offbrand
Sapato: Bodyline
Peruca: GLW
Acessórios: Presentinhos, offbrand

 Agora uma fotinha extra, só pra mostrar essas pulseiras super amorzinho que eu ganhei da minha amiga Gabriella! Adorei e estava esperando uma oportunidade pra mostrar a todos!


Pra ver outros dias do Desafio 30 dias Lolita clique Aqui

Snap: Amyojo | Página do Blog | Instagram: Amyojo

Dia 15 – Uma foto da sua última compra Lolita

Continuando com o desafio 30 dias de Lolita, chegamos em um dia que eu AMO. Vamos falar das ultimas comprinhas? Esse ano não tenho comprado taaaanta, coisa, afinal a faculdade suga todo meu dinheiro de um jeito ou de outro, mas nessa semana peguei 2 itens lindíssimos! 

Tããão fofa
Primeiro essa blusa linda da Me Likes Tea, e eu sei que está um pouco mais complicado de comprar dela agora, mas eu super recomendo! A blusa é linda, me serviu suuper bem, o tecido (viscose) é meio elástico então ele molda tão bem no corpo. Minha única reclamação é essa renda, ela é meio brilhante, sei lá, com uma cara de barata sabe? Gostaria que ela tivesse usado uma renda um pouco melhor, mas tudo bem, porque não ficou tão ruim. 

Minha dica pra encomendar lá: teste tecidos diferentes; mande medidas de TUDO, não só de busto e cintura, mas também do braço, do torso, e das costas; tenha paciência, porque demora. 
Eu realmente adorei a blusa e ela vai combinar com absolutamente tudo no meu guarda roupas, é ótimo ter um modelo coringa!


O segundo item, é esse vestido da Le Carrousel. Eu comprei da Annah, já que ela estava fazendo uma limpeza no armário dela e nossas medidas são super parecidas. Eu tava super precisando de um vestido preto, já que vendi um dos que tinha aqui. É uma peça muito fofa, a qualidade da Le Carrousel é consistente e nunca me desaponta. 

As duas peças são super básicas, mas são do jeitinho que eu gosto: simples, combinam com tudo, mas tem seu charme.  (como pintucks, amo pintucks!!) 

Uma foto publicada por Amy (@amyojo) em

Agora uma menção honrosa pra essas maquiagens da barbie que eu comprei há um tempão, mas continuo apaixonada! Além desses da foto, comprei mais 2 batons e outro gloss. 


Pra ver outros dias do Desafio 30 dias Lolita clique Aqui

Snap: Amyojo | Página do Blog | Instagram: Amyojo

Dia 14 – Uma imagem do seu dream item

Eu já tinha dito aqui antes que eu não tinha um Dream Dress, mas isso mudou! Eu percebi que meu amor por um certo vestido era beeem maior do que por qualquer outro! E qual o nome desse amor incondicional, Amy? Pois bem, pra melhorar mais ainda o nome dele é em alemão, uma língua que amo. Engelsbeginn. Acho que a tradução é algo como "O início dos anjos", algo assim, se alguém souber traduzir, me fale!

Porque eu amo tanto ele? Pois bem, ele é meio military/nurse (ok totalmente nurse, mas tem sim um 'feeling' military), é da Meta, uma brand que eu adoro e ao contrário do seu predecessor, o Hospitality Doll, ele é comprido! Siiim, ele tem o tamanho adequado para ser um vestido lolita, ou seja, vai até os joelhos. 

Minha cor e corte favorita!
Se não estou errada ele foi lançado em 4 cores: Michael (branco x vermelho), Gabriel (Navy x branco), Uriel (Preto x Branco) e Raphael (Azul claro x Preto). 

Minha segunda escolha de cor e corte!
Diferente dos lançamentos normais, não teve JSK, apenas OP e um conjunto de saia e blusa. Sendo que encontrei o OP apenas nas cores Branca e Navy.

Apesar do set de saia e blusa ser suuper fofinho, eu não gosto muito dele. Detesto essa gola peter pan, pra mim ela arruína tudo. 
Agora o que eu mais gosto no OP é justamente a gola alta e os detalhes, como a braçadeira e o bordado que deixam ele com uma super cara de enfermeira!
Mas porque amar tanto um item difícil de conseguir e que eu só poderia usar em raras ocasiões? Eu não saberia te dizer, eu apenas o amo! Ele nunca aparece pra venda, e mesmo se aparecesse eu não teria o dinheiro pra comprá-lo (a ultima venda que vi, ele estava $600 dólares). Então eu me contento em ficar olhando as fotos, ou quem sabe não mando replicar? Não tem print nem nada e seria uma maneira de chegar mais perto dele! 


Pra terminar esse post, uma compração entre o Hospitality Doll (a esquerda) e o Engelsbeginn (direita). 
Apesar de parecidos, o HD é bem mais curto, possuí mangas 3/4, não tem braçadeira e o headdress é bem diferente do Engelsbeginn. 

Eu adoro os dois, mas pra mim, o Engelsbeginn é uma versão melhorada do HD. Continuo amando o HD de todas as maneiras e super adoraria ter um, em qualquer cor! Ele tem muita cara de Oldschool, afinal foi lançado em 2003, mas pra mim, ele não é muito lolita. 

Pra ver outros dias do Desafio 30 dias Lolita clique Aqui


Dia 13 – Uma foto dos seus doces favoritos

Mais um dia do Desafio 30 dias Lolita e agora com um tema que adoro. Amoo falar de comida! E doces então? Eu não sou muito uma pessoa que gosta de comida salgada, então doces sempre são bem vindos.


Bolo de morango!
Eu adoro esse tipo de bolo! Não precisa nem ter um recheio mais elaborado, como esse da foto! Adoro como o azedinho do morango se mistura na massa e no chantili. Hmmm definitivamente é meu tipo de bolo favorito! 

Apple Pie
Além de ser uma das poucas coisas que eu cozinho hoje em dia, maçã + canela é minha combinação favorita pra doces e chá. Servido bem quentinho e com uma bola de sorvete de creme então? Perfeito. 

Macarons

Super clichê né? Afinal que lolita não gosta de macarons? Mas eu preciso dizer: eles são ótimos!! Eu nunca tinha comido e ficava me perguntando qual seria o gosto e se era tudo aquilo que as pessoas falavam. Obviamente mordi a língua, porque eles são ótimos e viciantes!! Mas precisa ser bem feito viu? Com os ingredientes direitinhos! Eu comi outro dia uns suuper fofos, mas que estavam com gosto de suspiro! Ainda eram deliciosos, mas não é a mesma coisa, sabe? Eles tem um gosto muito especifico e diferente de tudo que eu já comi. 

Arroz Doce

Agora um doce bem mais simples: arroz doce! Amoo, bem quentinho e com um chá preto acompanhando? Yummy!
Sempre que eu ia no Girondino pedia um desses, porque eu amooo de paixão, mesmo sendo uma "comida feia". Junho está chegando e com ele as Festas Juninas, então estou mais do que ansiosa pra comer esse docinho! 

Bem, esses são meus doces favoritos! Claro que tem muuito mais, eu sou uma formiguinha! Mas esses estão no coração 


Pra ver outros dias do Desafio 30 dias Lolita clique Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...